Loading...

Alunos presenciais e conectados remotamente: a sala de aula e a pandemia

Heitor Strogulski
Participação especial Prof. Günther Gehlen
12/05/2021

Levante a mão se você é educador e se há um ano atrás você pensava que estaria na situação em que está hoje. Algumas pessoas que estudavam cenários prospectivos, incluindo eu no início dos anos 2000, imaginavam que uma pandemia era uma ameaça provável no início de século. E que uma pandemia poderia ter um impacto na humanidade e que mudaria a forma como levaríamos a vida, pelo menos por um tempo. Mas talvez ninguém realmente tenha imaginado a extensão e a duração da Pandemia de Covid-19 que estamos passando no momento. Foi uma situação inesperada em que ninguém estava preparado.

Aqueles como nós, que estão envolvidos com educação há um bom tempo, sabemos dos desafios impostos pela Pandemia e a transformação digital que está ocorrendo, com o protagonismo dos professores, para manter o sistema de ensino funcionando.

Se em meados de março de 2020, alguns podiam imaginar que as aulas remotas e o envio de atividades pedagógicas para os alunos seriam provisórias, mesmo com o desenvolvimento das vacinas, chegamos a um ponto em que passados mais de 12 meses ainda existem muitas dúvidas e insegurança no retorno ao ensino presencial por conta de vários fatores conhecidos por todos.

Infelizmente não existem fórmulas prontas e que possam ser aplicadas em todas as situações e níveis de ensino. Sem dúvidas os pequenos e suas famílias, mesmo “se virando nos 30” estão cansados e com o temor do atraso do desenvolvimento cognitivo dos aprendentes.

Mas eu tenho várias questões em minha cabeça sobre o que será que vai acontecer daqui para adiante. A primeira delas é: será que estamos retornando às aulas de forma definitiva e teremos a mesma assiduidade dos estudantes e professores?

Será que estamos retornando às aulas de forma definitiva e teremos a mesma assiduidade dos estudantes e professores?

Estamos em maio de 2021 e sabemos que muitas escolas dividiram as turmas e implementaram esquemas de rodízio de aulas para conseguir o distanciamento regulamentar entre os alunos. Com o rodízio, os alunos têm um esquema de alternância de aulas presenciais, aulas remotas e atividades pedagógicas para fazer em casa. Algumas escolas em que havia salas de aulas vagas, reestruturaram os horários e acomodaram essas turmas pequenas.

Mas temos observado também que muitos alunos não retornaram para as aulas presenciais como antes. A frequência está tímida ou inconstante. E algumas escolas mantiveram as aulas remotas para esses alunos. Em outra ocasião podemos discutir os prováveis motivos dessa mudança que pode ter relação com a faixa etária, nível de ensino e mudança de hábitos e comportamentos.

Em alguns casos, o professor na escola dá uma aula presencial e remota simultaneamente. Então de repente, pedimos aos professores que permanecessem sentados em frente a uma webcam e conduzissem sua aula como se estivessem em uma videoconferência em casa. Os professores estão frustrados com as restrições e os alunos, sentadinhos equidistantes dos colegas em uma experiência não muito boa. Temos que admitir que não está nem perto de ser razoável.

Os gestores escolares, embora um pouco aliviados com o retorno das aulas presenciais e a captação e retenção de alunos, ainda têm outras preocupações como os protocolos sanitários e essa operação de uma guerra que ainda não acabou.

O que é possível ser feito para melhorar a experiência tanto do professor como dos alunos presenciais ou conectados remotamente?

No ano passado, acompanhamos a movimentação das instituições de ensino e professores na aquisição câmeras, as webcams, e melhores computadores e planos de dados, para transmitir as aulas remotas. Nós da FlamingoEDU, fizemos uma pesquisa sobre câmeras, microfones e headsets e investimos, até na adequação do home office. Realmente foi uma evolução na qualidade da comunicação.

Quando dinheiro não era um problema (!?), algumas instituições já haviam implementado ensino à distância com salas de aulas que são um estúdio, com várias câmeras, quadros eletrônicos e sistemas de áudio e iluminação. Nesse ambiente, aulas são transmitidas e gravadas de forma que os alunos possam assistir e rever conforme a necessidade. Evidentemente, aulas desse tipo também necessitam de auxílio de técnicos e treinamento dos professores. E mesmo em Dubai, é muito difícil que todas as salas de aula de uma escola sejam estúdios. Pelo menos era!

Através de um parceiro de negócio, a RB Data, conhecemos um sistema integrado de câmera, microfone e alto-falantes para videoconferência, a Poly Studio USB. Epa, epa, epa, propaganda Heitor? Calma, deixa eu contar a história.

O pessoal da RB Data é representante oficial da Poly, ex-Polycom, fabricante de equipamentos para videoconferência, call center, etc. Eles forneceram as Poly Studio USB para algumas instituições de ensino para uso em salas de aula. O sistema é simples de instalar, usar e não precisa de iluminação especial, microfones e caixas de auto-falantes.

A Poly Studio USB foi originalmente projetada para videoconferência em salas de reuniões. Mas uma característica deste equipamento o torna perfeito para a sala de aula. Através da inteligência artificial ela reconhece o rosto e acompanha a movimentação do professor ao mesmo tempo em que ajusta a imagem e áudio para a transmissão, sem a necessidade de uma pessoa ficar operando o equipamento.

Quando vimos a Poly Studio USB em ação em sala de aula, pensamos que ela viabiliza as aulas híbridas. Então decidimos fazer um novo comparativo através de testes e análises de câmeras da Logitech e da Poly em diversas condições de uso e formatos de sala de aula. Retiramos do comparativo a Poly EagleEye Cube, pois essa saiu do mercado e será substituída por outro modelo ainda em 2021.

Também não incluímos no comparativo a Poly X30 por estar em uma faixa de preço muito alta para o propósito de instrumentalizar diversas salas de aula em uma
instituição de ensino.

Apesar de que não gostaríamos de fazer comparações entre Ferraris (câmeras de videoconferência) e “Fucas” (webcams), o fato é que muitas instituições de ensino estão usando as webcams para transmitir as aulas para os alunos em casa. Então, fizemos as análises em condições de uso reais. As câmeras de videoconferência analisadas foram as Poly Studio USB, Logitech Meet Up; e as webcams foram as Logitech C922 Pro e Logitech Brio.

…Ferraris (câmeras de videoconferência) e “Fucas” (webcams), o fato é que muitas instituições de ensino estão usando as webcams para transmitir as aulas para os alunos em casa.

A primeira questão quando falamos de câmeras em sala de aula é onde ela será instalada. Muitas escolas instalaram câmeras em suportes no teto. A justificativa é dar um melhor ângulo de visão do quadro e do professor. Em alguns casos o motivo foi evitar que os alunos danifiquem acidentalmente o equipamento.

Na nossa opinião o resultado não é bom, pois a imagem gerada é semelhante a de uma câmera de segurança e que não envolve o aluno.

A Poly Studio USB e a Logitech Meet Up se saem melhor mesmo instaladas no teto, pois têm a possibilidade de acompanhamento e enquadramento do professor e alternância do foco em posições pré-determinadas. As webcams têm enquadramento fixo e para resolver esse problema, algumas escolas usaram uma câmera fixada ao teto com enquadramento do quadro e outra, do notebook do professor, fixada no professor. Nesse último cenário, são dois computadores e duas câmeras o que eleva o custo, ultrapassando o valor de uma câmera de videoconferência.

Se a câmera for instalada em um suporte sobre a mesa do professor, é possível colocar o notebook ou tela do computador um pouco abaixo da lente de forma que o aluno em casa tenha a sensação que está nas primeiras carteiras da sala de aula e que o professor está olhando para ele. Chamamos de sensação de presencialidade.

Com a nossa ajuda, a RB Data desenvolveu um suporte metálico específico para a Poly Studio USB e assim obter essa sensação de presencialidade e a facilidade de instalação em qualquer mesa, carteira ou bancada. Afinal, uma “Ferrari” tem que estar calçada com pneus de qualidade.

Com relação ao acompanhamento e enquadramento do professor, a Poly Studio USB é mais rápida e silenciosa em relação a Logitech Meet Up. Ponto para a Poly, pois o resultado é mais agradável para quem está assistindo a aula de casa.

… a Poly Studio USB é mais rápida e silenciosa em relação a Logitech Meet Up. Ponto para a Poly, pois o resultado é mais agradável para quem está assistindo a aula de casa.

E se o professor estiver usando máscara para evitar a propagação do vírus, não há o risco da câmera não “ver” seu rosto com clareza suficiente? Na verdade isso não é problema para o Poly Studio, pois é a única câmera do mercado hoje que não precisa “ver” o rosto inteiro para rastrear o professor.

Todas as câmeras analisadas têm microfones de boa qualidade. Entretanto, a Poly é a que tem melhor alcance e o melhor sistema para redução de ruídos, como carteiras arrastando. A Poly Studio tem também uma funcionalidade de cercamento de áudio configurável, que faz com que sons, inclusive voz, sejam suprimidos fora de determinados limites. Isso é muito útil para bloquear vozes do além, digo do corredor.

E a participação dos alunos que estão em casa? Pois então, nas webcams o áudio tem que ter o reforço de caixas de som, menos para a Poly Studio USB e para a Logitech Meet Up que têm dois alto-falantes estéreos.

E os alunos que estão em sala de aula podem ser ouvidos pelos alunos em casa? No caso da Poly Studio USB sim, pois ela conta com 6 microfones distribuídos, dois deles nas laterais do equipamento e que tem ótima captação do ambiente. A Logitech Meet Up tem 3 microfones, mas que não tem muito alcance e precisam de microfone auxiliar. E se a Poly USB for instalada com o suporte da RB Data, fica fácil virar a câmera em direção a turma e transmitir a dinâmica de trabalhos em grupo, debates e outras atividades.

E a instalação é complicada? É bem simples. Todas as câmeras que analisamos são conectadas ao computador através de uma conexão USB tipo A. No caso da Poly Studio USB e da Logitech Meet Up, é necessário a ligação em uma tomada elétrica. Todos os computadores com MS Windows ou macOS reconheceram as câmeras automaticamente. E todas as câmeras testadas são compatíveis com as plataformas de videoconferência MS teams, Google Meet, Zoom, Blackboard Collaborate e Starleaf, entre outras.

Finalmente, concluímos que a Poly Studio USB é o melhor sistema integrado de câmera e áudio e o que tem o melhor custo-benefício. A Poly Studio USB pode
ser usada em salas de aulas tradicionais, pequenas, grandes, auditórios, salas com carteiras em formato de trabalho em grupo, sala de musculação, ginásios, em salas
de aulas com quadros de 6 metros de comprimento, em laboratórios de ensino, laboratório de clínica veterinária, laboratório de júri simulado, laboratório de gastronomia, estúdio de áudio e vídeo. Ainda não achamos um ambiente de ensino que ela não atende.

…a Poly Studio USB é o melhor sistema integrado de câmera e áudio que testamos e o que tem o melhor custo-benefício.

Infelizmente, não passamos por esta pandemia horrível e talvez não passe por algum tempo. A modalidade de ensino presencial talvez não volte a ser a mesma que era antes da pandemia. A pandemia nos obrigou a nos adaptar. Essa experiência está nos deixando cicatrizes, mas também novas práticas pedagógicas e de trabalho, então, se pudermos ajudar com soluções para o ensino, não hesite em nos contactar.

Abaixo a tabela que resume o comparativo que fizemos e a nossa recomendação para as aulas presenciais e remotas simultâneas.

Marca e Modelo
Tipo Câmera de videoconferência inteligente Webcam Webcam Câmera de videoconferência inteligente
Aplicação no ensino Salas de aula de tamanho médio, professor presencial, grupo maior de alunos Home-office para professores e alunos Home-office para professores e alunos Salas de aula de tamanho médio, professor presencial, grupo maior de alunos
Facilidade de instalação Fácil, pode necessitar de configuração através de aplicativo Fácil, pode necessitar de configuração através de aplicativo Fácil, pode necessitar de configuração através de aplicativo Fácil, pode necessitar de configuração através de aplicativo
Suportes para fixação Pedestal para mesa incluso, adaptador para fixação em suportes de terceiros e tripés, suporte metálico exclusivo RB Data com regulagem de altura. Clipe ajustável para colocar em monitores. Rosca para tripé. Mini-tripé incluído. Clipe ajustável para colocar em monitores. Rosca para tripé. Pedestal para mesa incluso, adaptador para fixação em suportes de terceiros e tripés.
Resolução máxima UHD 4k HD 1080p 30fps UHD 4K UHD 4K
Zoom digital 5x não digital 5x digital 5x
Posições de enquadramento pré-definidas (Por ex: quadro e um equipamento) Sim, 2 posições Não Não Sim, 2 posições
Microfones 6 embutidos, alcance 4 metros 2 embutidos, alcance 1 metro 2 embutidos, alcance 1 metro 3 embutidos suficientes para salas pequenas. É necessário acessório para áudio até 4,2m
Alto-falantes 2 auto-falantes estéreo embutidos Não Não 2 auto-falantes estéreo embutidos
Redução de ruídos (noise block) Sim, configurável, permite a atenuação dos ruídos do ambiente, ideal para laboratórios Não Sim, sem configuração Sim
Cercamento do áudio Sim, configurável, permite que o áudio seja captado em faixa angular pré-determinada Não Não Não
Conexão ao computador USB USB USB USB
Controle Remoto Sim Não Não Sim
Comprimento do cabo 5m 1,5m 2,2m 5m

Este artigo foi escrito por Heitor Strogulski com a ajuda do Prof. Günther Gehlen, sócio da FlamingoEDU. Heitor é mestre em Ciências da Computação e especialista em Gestão do Ensino. Tem três décadas de experiência em docência no ensino superior, gestão de TI e gestão de ensino. Atuou como professor na Fundação Universidade de Blumenau e como professor e gestor na Universidade de Caxias do Sul. Foi sócio da ITree e da HadiCom. Foi associado do Instituto Communitas para o desenvolvimento humano e tecnológico. Atualmente é sócio da FlamingoEDU – soluções para o ensino.

Acesse www.rbdata.com.br/educacao e veja mais sobre as soluções da Poly ou entre em contato com a RB Data